Correios podem entrar em greve neste Terça-feira(04/08)

Na quinta-feira (30), os sindicatos que integram a Federação enviaram um comunicado ao presidente da estatal, Floriano Peixoto. Na mensagem, a categoria confirmava a greve por tempo indeterminado, já que não teve “suas reivindicações atendidas pela empresa na mesa de negociação”.

Os funcionários dos Correios confirmaram nesta sexta-feira (31) a greve que vinha se desenhando durante a semana. Sindicatos representantes dos empregados pela estatal estão insatisfeitos com um pacote de medidas propostas para reduzir gastos e que, se aprovado, vai alterar uma série de benefícios existentes para a categoria, além de eliminar o reajuste salarial anual. Lideranças dos trabalhadores marcaram o início da paralisação na próxima terça-feira (4).

A estatal, em seguida, respondeu. “Certa do compromisso e da responsabilidade de seus empregados com a população e o país, espera que a adesão a uma possível paralisação, se houver, seja ínfima e incapaz de prejudicar o serviço postal e os brasileiros”, diz a empresa.

O governo federal quer levar a questão para o Tribunal Superior do Trabalho (TST) para impedir a greve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *